NOTÍCIAS - Mercado



A importância do setor de reforma de pneus

Entenda porque o setor de reforma é tão importante para a economia, o segmento de transporte e para o meio ambiente.


Quase 70% da riqueza brasileira é transportada por meio das rodovias. Só este número já demonstra a importância desse modal para a economia do País.

E é impossível falar de transporte rodoviário, sem citar os pneus. Afinal, o pneu é o segundo maior custo de uma transportadora, atrás somente do combustível.

No segmento de carga, o pneu reformado atinge cerca de 60% do total dos equipamentos rodantes. Com isso, é inegável a relevância do setor de reforma de pneus para a economia do segmento de transportes.

O pneu reformado oferece rendimento quilométrico semelhante ao pneu novo, mas com um valor 75% mais econômico para o consumidor, o que apresenta uma redução de 57% no custo/km para o setor de transporte.

Como se reforma, em média, duas vezes cada pneu, gerando três vidas para a carcaça, a reforma de pneus permite a maximização do retorno sobre o investimento em pneus.

Já que pouco menos de dois terços dos pneus de caminhões ou ônibus que circulam pelo país são reformados, temos uma economia ao setor de transportes no Brasil de 7 bilhões de reais/ano, em média!

Mas não é somente um transporte mais caro e o consequente custo maior de logística que teríamos, caso o setor de reforma não existisse: o mundo também seria muito menos sustentável.

Isso porque, para a fabricação de um pneu comercial novo, são utilizados 79 litros de petróleo, enquanto que um pneu reformado consome 29 litros! Já nos pneus de carros de passeio, a fabricação de um novo consome 27 litros, e um reformado, apenas 9 litros.

Para se ter uma ideia, essa diferença possibilitou, em dez anos, uma economia de mais de 5 bilhões de litros de petróleo, o que significa que 13.330.540.881 de metros cúbicos de CO2 deixaram de ser emitidos na atmosfera, também em dez anos.

Arrecadação e empregos

O setor de reformas também é essencial na arrecadação e na geração de empregos.

O segmento fatura R$ 5 bilhões/ano (considerando as unidades Reformadoras de pneus, os Fabricantes de Matéria-Prima, de Máquinas e Equipamentos), o que gera uma arrecadação de R$ 1 bilhão em impostos (300 milhões/ano de PIS e COFINS; R$ 500 milhões/ano de ICMS e R$ 200 milhões/ano de INSS).

A reforma de pneus gera, ainda, mais de 250 mil empregos diretos e indiretos, sendo a maioria em microempresas e empresas de pequeno porte.

É por esses motivos que a ABR se orgulha de representar este setor que é tão essencial para a economia do País e para a sustentabilidade do nosso planeta!



Especial

Cuidados com carros no inverno precisam ser redobrados

Mercado

CNT divulga Pesquisa de Impacto nos transportes

Pneushow é adiada para março de 2021

Acontece

ABR participa de ação de testagem no Mato Grosso


Veja todas as noticias










SERVIÇO DE ATENDIMENTO
Tel: (11) 5095-3840
E-mail: comercial@abr.org.br

LOCALIZAÇÃO
Av. Pavão, 955 Cj 18 - Moema
São Paulo / SP


Copyright 2018 - Todos os direitos reservados
ABR - Associação Brasileira do Segmento de Reforma de Pneus