NOTÍCIAS - Dicas



Calibrar o pneu corretamente é coisa séria!

Conheça os riscos que a má calibragem do pneu pode oferecer ao produto e a sua segurança!


Você sabia que deixar de calibrar os pneus de seu carro na periodicidade correta pode reduzir a vida útil do produto em 45% e aumentar o consumo de combustível do veículo em até 4%? Já imaginou o prejuízo que isso pode causar ao seu bolso?

 

Mas os riscos vão muito além dos financeiros. Não calibrar os pneus é também perigoso para a sua segurança. Confira alguns riscos que você pode estar correndo pelo simples fato de não calibrar corretamente os pneus do seu veículo:

 

1 – Risco de aquaplanagem

 

Os pneus estão diretamente ligados à dinâmica do carro, e qualquer variação na pressão, seja ela aumentada ou diminuída, pode alterar o comportamento do veículo. Quando o pneu fica mais murcho, ou seja, quando deixa de ser calibrado, sua área de contato com o solo aumenta e ele empurra a água para frente, ao entrar em um piso molhado. Sendo assim, o acúmulo de água à sua frente fica maior, o que aumenta potencialmente o risco de aquaplanagem.

 

2 – Possibilidade de danos

 

Pneus com pressão baixa ficam mais sensíveis a criar bolhas na lateral, que são causadas pelo impacto, em situações como queda em buraco ou choque contra o meio-fio.

 

3 – Pneu pode sair da roda

 

Chamada de detalonamento, essa situação é uma exceção e exige uma série de fatores para acontecer, mas a pressão baixa dos pneus pode, sim, colaborar com isso, desde que o veículo esteja muito pesado e faça uma curva muito fechada, por exemplo.

 

4 – Risco de Capotamento, principalmente em SUVs

 

Os SUVs têm seu peso concentrado na parte superior do veículo, tornando-o mais propenso a capotamentos do que veículos baixos, tais como sedãs e hatches, por exemplo.  Como este tipo de carro tem pneus maiores, com paredes grandes na lateral, o pneu murcho aumenta a área de contato do pneu com o solo, o que pode fazer com que ele “agarre” demais ao solo. Se isso acontecer, o veículo  não será capaz de  jogar a traseira durante a curva e correr o risco de capotar.

 

5 – Perda de estabilidade no eixo traseiro em camionetes

 

Todo tipo de carroceria sofre quando há falhas na calibragem, mas as camionetes ficam ainda mais instáveis quando os pneus têm pressão acima do normal. Quando as picapes estão carregadas,  é preciso aumentar a pressão dos pneus, mas, ao esvaziá-las, a pressão também deve ser reduzida ao índice normal exigido pela montadora.

 

6 – Maior demora para frear

 

O ombro, ou seja, a lateral do pneu, é responsável por carregar a maior parte da carga do veículo. Quando há excesso de pressão na calibragem, essa lateral levanta demais, e a área de contato do pneu com o solo diminui. Sem poder contar com os ombros para segurá-lo, o carro pode aumentar seu espaço de frenagem.

 

Então, viu só como manter a correta calibragem dos pneus é essencial? Não brinque com a sua vida e a de sua família!



Acontece

Demanda por transporte rodoviário de cargas no Brasil tem melhora semanal

Acontece

PIB do transporte cai 2,4% no primeiro trimestre de 2020

Acontece

Unique doa ambulância para São Leopoldo

Mercado

Roubos de carga diminuem 17% em 2019


Veja todas as noticias










SERVIÇO DE ATENDIMENTO
Tel: (11) 5095-3840
E-mail: comercial@abr.org.br

LOCALIZAÇÃO
Av. Pavão, 955 Cj 18 - Moema
São Paulo / SP


Copyright 2018 - Todos os direitos reservados
ABR - Associação Brasileira do Segmento de Reforma de Pneus